gallery/logotipo

(voltar ao índice)

gallery/face

Cabeça e Pescoço

   A Cirurgia Plástica Pediátrica, nomeadamente a cirurgia da fenda do lábio (lábio leporino) e do palato, é uma das áreas de especial interesse para o Dr. João Nunes da Costa.

 

   A fenda do palato consiste num defeito no “céu da boca” que possibilita a comunicação entre a cavidade nasal (fossas nasais) e o interior da boca, causando sérios problemas à criança, nomeadamente:

  • Dificuldade na alimentação, incluindo escapatória dos alimentos pelo nariz e problemas de sucção do biberão.

  • Alterações graves da capacidade física de falar, incluindo incapacidade de reprodução de alguns sons, voz nasalada, emissão de ar pelo nariz durante a fala, que levam a uma dificuldade na expressão e relação com os outros.                                       

   A fenda do palato é uma doença congénita que pode incluir também a fenda do lábio (fendas labioalveolopalatinas). Na maioria dos casos não está associada a outras patologias, embora existam várias síndromes que possam apresenta-la como uma das suas características. A fenda pode ir do lábio ao palato (fendas labioalveolopalatinas), incluir a maioria do palato (fendas do palato secundário completas) ou afectar apenas a parte de trás, na zona mole do palato que inclui também a úvula. No entanto, mesmo as fendas de menores dimensões apresentam os mesmos problemas na fala, já que os músculos que originam as variações de som que resultam no discurso se encontram todos na parte posterior do “céu da boca”, perto da “garganta”.

 

   A correcção desta doença implica, pois, tanto o encerramento da comunicação entre a boca e as fossas nasais, como a reorientação dos músculos responsáveis pela fala. É uma cirurgia que é realizada idealmente entre os 9 e os 12 meses, antes do início da fala do bebé, e quando o risco anestésico já é menor e as estruturas já têm uma dimensão suficiente para serem mexidas de uma forma eficaz e segura.

   Mas o tratamento da fenda do palato não acaba com a cirurgia, é necessário um longo período de acompanhamento e de terapia da fala, para potenciar os resultados. A avaliação com videofluoroscopia pode estar indicada a partir dos 3-4 anos de modo a identificar problemas com o palato que impliquem uma revisão cirúrgica (insuficiência velofaríngea).

Fenda do palato