gallery/logotipo

Mama e Tórax

(voltar ao índice)

gallery/breast

Redução da Mama Masculina (Ginecomastia)

Para que serve?

  • Reduz a mama masculina e aréolas excessivamente alargadas para fornecer uma aparência de peito masculino

O que é?

  • São várias as causas que levam ao aparecimento de uma mama excessivamente volumosa no homem. No entanto, em muitos casos desconhece-se a causa, podendo este problema surgir durante a infância, adolescência ou idade adulta. Causas conhecidas do aumento do tecido glandular mamário incluem alguns tipos de tumores ou problemas hormonais e endócrinos (que devem ser pesquisados), o consumo excessivo de esteróides anabolizantes ou de álcool e alguns medicamentos, entre outros. Já a pseudoginecomastia relaciona-se com o aumento de gordura na mama, geralmente em casos de obesidade ou de pós-obesidade, em que o paciente fica com uma mama “descaída”. O tratamento cirúrgico requer normalmente lipoaspiração, que pode ser complementada com a excisão directa de tecido glandular (geralmente mais duro e difícil de aspirar) e/ou redução das aréolas. Em casos extremos, pode haver a necessidade de remover também alguma pele, obrigando a uma cicatriz a nível do sulco inframamário

Tempo do procedimento

  • 1h a 2h

Outros procedimentos que se podem associar

  • Abdominoplastia, braquiplastia, lipoaspiração, cruroplastia

Tipo de anestesia

  • Anestesia geral

Cicatriz

  • Geralmente a cicatriz é periareolar, ou seja, ao longo do rebordo da aréola. Em casos extremos, pode haver a necessidade de remover também alguma pele, obrigando a uma cicatriz a nível do sulco inframamário

Internamento

  • Conforme os casos, em regime ambulatório ou com 1 dia de internamento

Recuperação

  • Pode regressar ao trabalho em cerca de 5-7 dias desde que não implique esforços. Recomendamos que a elevação completa dos braços se inicie apenas a partir da segunda semana. A actividade desportiva pode ser realizada a partir das 6 semanas. Deve também usar uma cinta compressiva no tórax (recomendado pela nossa equipa) durante 4-6 semanas. Ao fim de alguns meses, as cicatrizes obtêm uma tonalidade semelhante à da pele circundante, ficando menos perceptíveis

Riscos e problemas mais frequentes

  • Devido à lipoaspiração, há geralmente equimoses (nódoas negras) que desaparecem em 1-2 semanas e um desconforto facilmente tolerável e controlável com analgesia. Por vezes inicialmente surge inchaço ou mudança na sensibilidade do mamilo (aumentada ou diminuída). Menos frequentes são a cicatrização em excesso ou hiperpigmentação das cicatrizes, o hematoma e a infecção. A necessidade de lipoaspiração moderadamente agressiva pode levar por vezes a pequenas irregularidades na superfície peitoral, que têm tendência a melhorar com o tempo ou podem ser corrigidas futuramente

Longevidade do procedimento

  • O procedimento é definitivo

gallery/arrow-anim